Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos

Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos 1Tributos retidos na fonte não foram beneficiados pela suspensão ou adiamento do vencimento

Entenda o caso:

Governo suspende e adia o vencimento de vários tributos, mas mantém o prazo de recolhimento dos tributos retidos na fonte.

O governo federal divulgou diversas medidas de enfrentamento a crise provocada pela Covid-19, dentre elas estão:

Suspensão do vencimento do FGTS (com autorização de parcelamento);

– Adiamento do vencimento do Simples Nacional, da Contribuição Previdenciária devida pelo empregador e também do PIS e da COFINS.

Estas medidas não abrangem qualquer valor descontado do empregado (IRRF, INSS) ou do prestador de serviço, seja pessoa física ou jurídica (IRRF, CSRF).

Vale também lembrar que o governo não adiou o vencimento do IRPJ, da CSLL e do IPI.

Quanto às obrigações acessórias, até o momento estão mantidos os prazos para entrega:

– RAIS – Relação Anual de Informações Sociais (17/04);

– ECD – Escrituração Contábil Digital (29/05));

– ECF – Escrituração Contábil Fiscal (31/07);

– EFD-Reinf (até dia 15 de cada mês); e

DCTFWeb (até dia 15 de cada mês).

Atenção quanto ao adiamento do vencimento dos tributos apurados no Simples Nacional:

Até a elaboração desta matéria o Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – PGDAS-D não havia sido atualizado para emitir duas guias para cada período de apuração.

O adiamento do vencimento do Simples Nacional referente aos meses de março, abril e maio de 2020, autorizado pela Resolução nº CGSN 154/2020 estabelece emissão de duas guias (DAS) para cada período de apuração. Um guia com os valores referente ao ICMS e ao ISS e outra com valor dos tributos federais, conforme imagem:

Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos 2

No entanto,  sistema (PGDAS-D) de emissão do DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional está gerando apenas uma única Guia com um único vencimento, confira:

Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos 3Assim, na apuração do Simples Nacional referente ao mês de março de 2020, o PGDAS-D está gerando um único DAS (com todos os tributos) com vencimento datado para  20 de julho de 2020. Porém, considerando a Resolução nº 154/2020, o sistema deveria gerar o DAS da seguinte forma:

Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos 4Para emitir o DAS somente do valor destinado ao ICMS e ao ISS, é necessário utilizar o DAS avulso. De qualquer forma fique atento, o sistema ainda não está emitindo o DAS com o valor destinado aos tributos federais com vencimento para 20 de outubro de 2020.

Covid-19: Governo federal não adia vencimento dos tributos retidos 5

Utilização de DAS avulso promete gerar retrabalho

Por falta de automatização do processo, a emissão de DAS avulso promete gerar retrabalho e ainda vai demandar muita atenção no controle dos recolhimentos.  Neste caso, mais do que nunca, para evitar possíveis equívocos, o empresário deverá controlar o vencimento e pagamento.

Empresários e profissionais responsáveis pela apuração dos tributos e entrega das obrigações acessórias, fiquem atentos às novas publicações.

 

Leia mais:

Covid-19: Receita divulga regras de preenchimento da GFIP

Simples Nacional: Com adiamento do vencimento, Como gerar o DAS apenas do ICMS e do ISS?

Simples Nacional: Governo adia vencimentos de março, abril e maio de 2020

Simples Nacional: PGDAS-D não está considerando adiamento do prazo de recolhimento

Simples Nacional: Fisco prorroga prazo de entrega da Defis referente 2019

Contribuição Previdenciária: Governo amplia lista beneficiada pelo adiamento do vencimento

Covid-19: INSS vai antecipar um salário mínimo ao requerente de auxílio-doença

Covid-19: Medidas Tributárias adiam vencimento de tributos e prazo de entrega de obrigações

Covid-19: Alíquotas das Contribuições do Sistema S sofrem redução de 50%

Vídeo sobre o adiamento do vencimento do Simples Nacional

Confira instrução da Receita Federal sobre o preenchimento da DCTFWeb e GFIP

Ao divulgar esta matéria, fique atento para citar a fonte.

Solicitações de consultas ou respostas podem ser feitas através da contratação do nosso serviço de Consultoria sob Demanda.

_________________________ INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA SIGA O FISCO___________________________
Quer se manter atualizado? Tem interesse em receber notícias deste Portal? Ao acessar qualquer matéria informe seu e-mail (clique na figura do envelope – basta informar uma única vez).
Siga o Fisco®, estabelecida no município de São Paulo, é uma empresa que oferece serviços de consultoria, Cursos, Treinamento (da sua equipe, do seu cliente e fornecedor), e Palestras (tributos indiretos: ICMS, ISS, IPI, PIS/Cofins e Simples Nacional). Temos ainda o Serviço do Especialista Fiscal que vai até a sua empresa (um programa adaptável às necessidades do cliente). Interessados em nossos serviços poderão entrar em contato. Você sabia que a empresa Siga o Fisco® pode te ajudar ainda que a distância? Parceiros com Ferramentas que auxiliam na rotina contábil e fiscal: Quer divulgar seu produto neste Portal? Entre em contato!
O Portal Siga o Fisco foi criado para compartilhar informações de interesse dos contribuintes e profissionais que atuam na área contábil, fiscal e tributária. Entendemos que todas as atividades são importantes, inclusive as de fiscalizações realizadas pelos órgãos federais, estaduais e municipais, que muitas vezes ajudam a combater a concorrência desleal.

Você pode gostar

0 Comentários