ICMS – SP estimula Comércio Eletrônico

ICMS – SP estimula Comércio Eletrônico 1

São Paulo estimula comércio eletrônico e as atividades de Operadoras Logísticas

A novidade veio com a Portaria CAT nº 31 de 2019 (DOE-SP de 19/06), que dispõe sobre as atividades dos operadores logísticos para o armazenamento de mercadorias pertencentes a terceiros contribuintes do ICMS

Para os fins previstos na Portaria CAT 31/2019, considera-se Operador Logístico o estabelecimento cuja atividade econômica seja, exclusivamente, a prestação de serviços de logística, associada, ou não, à prestação de serviço de transporte, efetuando o armazenamento de mercadorias de terceiros contribuintes do ICMS, com a responsabilidade pela sua guarda, conservação, movimentação e gestão de estoque, em nome e por conta e ordem de terceiros, podendo, ainda, prestar serviço de transporte das referidas mercadorias.

O Operador Logístico estabelecido neste Estado deverá inscrever-se no cadastro de contribuintes do ICMS com o código 5211-7/99 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE, mediante o uso do aplicativo Coleta Online – Programa Gerador de Documentos – PGD do CNPJ (CNPJ versão web) disponível no “site” da Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB, ficando, em relação às atividades decorrentes da armazenagem de mercadorias, dispensado da emissão de documentos fiscais e escrituração de livros fiscais, sem prejuízo da solidariedade prevista em lei, especialmente nos incisos XI e XII do artigo 9º da Lei 6.374 de 1.989.

De acordo com o governo paulista, a medida decorre do compromisso efetivo em promover iniciativas concretas para a promoção da economia, simplificação da legislação tributária e melhoria do ambiente de negócios para novos investimentos em São Paulo.

 

 Confira nota veiculada pela Sefaz-SP:

São Paulo estimula o comércio eletrônico e as atividades de Operadoras Logísticas e Fulfilment

A Secretaria da Fazenda e Planejamento publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (19) nova regulamentação para promover o comércio eletrônico e as atividades das empresas de operação logística no Estado. A Portaria CAT nº 31/2019 prevê condições mais favoráveis para empresas que efetuam suas vendas via internet, ao mesmo tempo em que fortalece e garante segurança jurídica para o fomento das atividades das empresas que atuam em conjunto nesta modalidade de negócio.

Resultado de estudos realizados pela Secretaria da Fazenda e Planejamento junto aos setores envolvidos, entre as principais novidades trazidas pela medida está a possibilidade de empresas de qualquer porte e de todo o país poderem contar com a expertise das empresas logísticas instaladas no território paulista para promover suas vendas — em qualquer lugar do território nacional — junto aos seus clientes (consumidores finais). Outro ponto é a simplificação de obrigações acessórias relacionadas à emissão e escrituração dos documentos fiscais para as empresas envolvidas, tanto as vendedoras, quanto as de logística.

Na parte operacional, a portaria permite a estocagem e o controle dos estoques de mercadorias de diversos fornecedores em um único local pela empresa logística, mediante tratamento tributário simplificado. Já na esfera gerencial, a implementação de novas medidas que reduzirão prazos e custos diretamente relacionados com a expedição das mercadorias, garantindo mais agilidade e segurança para quem vende e para quem entrega, e principalmente, mais opções para quem quer comprar.

A medida decorre do compromisso efetivo do Governo do Estado em promover iniciativas concretas para a promoção da economia, simplificação da legislação tributária e melhoria do ambiente de negócios para novos investimentos em São Paulo.

 

Confira a seguir últimos posts deste Portal:

Indústria de calçados paulista não pode reduzir carga tributária de ICMS para 3,5% nas operações destinadas ao consumidor final

No mundo corporativo não bastas reclamar! Se você é operador das normas tributárias e fiscais é importante sugerir melhoria das regras

Comissão Mista composta por senadores e deputados terá a missão de consolidar o texto das propostas da Reforma Tributária

Receita Federal altera alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido dos bancos com a publicação da Instrução Normativa nº 1.925 de 2020

Receita Federal através da Instrução Normativa nº 1.924/2020 divulga regras da DIRPF 2020, prazo de entrega começa dia 2 de março e termina dia 30 de abril

Não precisamos de Reforma Tributária que aumente a burocracia! Se for para piorar já ganhamos muito deixando do jeito que está!

Reforma Tributária com Ameaça de aumento em mais de 400% da carga tributária provoca protesto em São Paulo

SEFAZ-SP Declara Nula Inscrição Estadual de contribuinte que praticou a simulação do quadro societário da empresa (famoso sócio laranja)

Prazo de Opção pela CPRB instituída pela Lei nº 12.546 de 2011 vence no 1º recolhimento da contribuição previdenciária do ano

Portaria nº 3.659 de 2020 do INSS atualiza Tabela de Contribuição de 2020

Você pode gostar

0 Comentários