PIS e COFINS e o crédito sobre Ativo Imobilizado cedido em Comodato

Por Josefina do Nascimento

 

Bem incorporado ao ativo imobilizado cedido em comodato não gera crédito de PIS e Cofins

Este é o entendimento emitido pela Receita Federal, através da Solução de Consulta nº 368/2017 (DOU de 18/08).

A despesa com depreciação de bem incorporado ao ativo imobilizado cedido a terceiro em comodato não gera crédito de PIS e Cofins.

Para a Receita Federal, é vedada à pessoa jurídica comodante a apuração do crédito da Contribuição para o PIS/Pasep estabelecido pelo inciso VI do caput do art. 3º da Lei nº 10.637 de 2002 e  apuração do crédito da Cofins estabelecido pelo inciso VI do caput do art. 3º da Lei nº 10.833 de 2003 (ativo imobilizado), em relação a bem cedido a terceiro em comodato e por este explorado economicamente.

Portanto, para os encargos com depreciação gerar crédito de PIS e Cofins, é necessário que as máquinas, equipamentos e outros bens incorporados ao ativo imobilizado, adquiridos ou fabricados sejam destinados à locação a terceiros ou utilizados na produção de bens destinados à venda ou na prestação de serviços.

A sua empresa que apura o PIS e a Cofins pelo sistema não cumulativo cedeu em comodato bem incorporado ao ativo imobilizado? Fique atento para não tomar crédito indevido das contribuições sobre a depreciação ou amortização.

Confira aqui integra da Solução de Consulta nº 368/2017.

 

Compartilhe nas redes:

2 Comentários

  1. Alex Sandro 10 meses ago

    Bom dia !

    Parabéns pela matéria !!!

    Responder Gostei Não gostei
    1. Jô Nascimento
      Jô Nascimento 10 meses ago

      Alex, bom dia! Obrigada por acompanhar nossas matérias.

      Responder Gostei Não gostei

Compartilhe nas Redes!