Tributação de Lucros no Exterior: Norma Sofre alteração

Tributação de Lucros no Exterior: Norma Sofre alteração 1Receita Federal altera norma que trata da tributação de Lucros auferidos no Exterior

Através da Instrução Normativa nº 1.972/2020, a Receita Federal alterou a Instrução Normativa nº 1.520/2014 que trata da tributação de lucros auferidos no exterior.

Embora as regras trazida pela Instrução Normativa nº 1.972/2020 entrem em vigor a partir de 1º de setembro de 2020, um fato curioso chamou a  atenção, a Receita Federal determinou aplicação a partir do ano-calendário 2014.

Considerando a alteração na redação do inciso IV § 1º  do Art. 13 da IN 1.520/2014 promovida pela Normativa nº 1.972/2020, confira a evolução do dispositivo legal:

Tributação de Lucros no Exterior: Norma Sofre alteração 2

A nova redação do inciso IV § 1º  do Art. 13 da IN nº 1520/2014,  remete ao art. 3º da Instrução Normativa nº 1.422/2013, que dispõe sobre o prazo de transmissão anual da Escrituração Contábil Fiscal – ECF ao Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) até o último dia útil do mês de julho do ano seguinte ao ano-calendário a que se refira.

A Instrução Normativa nº 1.420/2013 tratava das regras da Escrituração Contábil Digital – ECD, mas esta norma foi revogada pela Instrução Normativa nº 1.774/2017.

Já a Instrução Normativa nº 1.422/2013, trata da Escrituração Contábil Fiscal – ECF. Obrigação da plataforma Sped, que substituiu a antiga Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica – DIPJ.

Quer saber mais? Confira aqui integra da Instrução Normativa nº 1.972/2020.

Confira normas relacionadas ao tema:

Instrução Normativa nº 1.520/2014

Instrução Normativa nº 1.420/2013 – Revogada pela Instrução Normativa nº 1.774/2017

Instrução Normativa nº 1.422/2013

Para manter suas obrigações em dia conte com a ajuda de um contador, o profissional certo para o sucesso do seu negócio!

Leia mais:

CNPJ será Declarado Inapto por omissão de Declaraçõescomo montar uma loja virtual

ECF ano-calendário 2019: Receita prorroga para 30 de setembro o prazo de entregameuip

IRPJ/CSLL: Uso de Saldo Negativo Inexistente é alvo de fiscalização

PJ – Receita Federal publica edição 2019 do Perguntas e Respostasclique aqui

IRPJ / CSLL – Parecer Normativo esclarece Fim da Compensação de Estimativasclique aqui

Receita Federal cobra Imposto de Renda sobre Receita Financeira de empresas do Lucro Presumidoloja virtual

Governo cria linha de crédito para profissionais liberais

PRONAMPE: Prazo prorrogado por três meses

Siga o Fisco, 9 anos democratizando o acesso a informação!

Precisa de Certificado Digital? Obtenha aqui o Certificado com a Fenacon-CD!

SIGA o FISCO Presta Serviço à Distância de consultoria e treinamento

Ao divulgar esta matéria, fique atento para citar a fonte.

Solicitações de consultas ou respostas podem ser feitas através da contratação do nosso serviço de Consultoria sob Demanda.

_________________________ INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA SIGA O FISCO___________________________
Quer se manter atualizado? Tem interesse em receber notícias deste Portal? Ao acessar qualquer matéria informe seu e-mail (clique na figura do envelope – basta informar uma única vez).
Siga o Fisco®, estabelecida no município de São Paulo, é uma empresa que oferece serviços de consultoria, Cursos, Treinamento (da sua equipe, do seu cliente e fornecedor), e Palestras (tributos indiretos: ICMS, ISS, IPI, PIS/Cofins e Simples Nacional). Temos ainda o Serviço do Especialista Fiscal que vai até a sua empresa (um programa adaptável às necessidades do cliente). Interessados em nossos serviços poderão entrar em contato. Você sabia que a empresa Siga o Fisco® pode te ajudar ainda que a distância?
Parceiros com Ferramentas que auxiliam na rotina contábil e fiscal: Quer divulgar seu produto neste Portal? Entre em contato!
O Portal Siga o Fisco foi criado para compartilhar informações de interesse dos contribuintes e profissionais que atuam na área contábil, fiscal e tributária. Entendemos que todas as atividades são importantes, inclusive as de fiscalizações realizadas pelos órgãos federais, estaduais e municipais, que muitas vezes ajudam a combater a concorrência desleal.