CFOP sobre Remessa de mercadoria

Qual CFOP deve ser usado na Operação de envio de novo produto em substituição ao recebido para conserto?

Esta questão foi esclarecida pela Consultoria Tributária do Estado de São Paulo, com a publicação da Resposta à Consulta Tributária 19804/2019, disponibilizado no site da SEFAZ em 26/06/2019.

Sua empresa é fabricante e realiza conserto de produtos vendidos com defeito, depois envia Remessa de mercadoria nova em substituição à recebida para conserto?  Fique atento à operação!

Você sabia que a remessa de mercadoria nova em substituição a que foi devolvida, em virtude de garantia, é uma nova operação mercantil diversa da operação originária de venda da mercadoria (com defeito) pela Consulente ao seu cliente? Você sabia que esta operação é regularmente tributada pela ICMS? (artigo 2º, I, do RICMS/2000).

Sua empresa é fabricante e recebe de seus clientes produtos remetidos, em garantia, para conserto ou reparo, sendo que alguns produtos são irreparáveis. E nesse caso envia ao cliente um novo produto em substituição ao recebido para conserto, fique atento à operação e tributação.

De acordo com a Resposta à Consulta Tributária 19804/2019, a remessa de mercadoria nova em substituição a que foi recebida para conserto, em virtude de garantia, é uma nova operação mercantil, diversa da operação originária de venda da mercadoria (com defeito) ao cliente.

Para a SEFAZ-SP, por se tratar de nova operação, o contribuinte fabricante deverá emitir a Nota Fiscal para acobertar a saída do bem, valendo-se do CFOP 5.101/6.101 (“venda de produção do estabelecimento”), com destaque do ICMS, calculado sobre o valor da operação, observando as demais normas de tributação usualmente aplicáveis.

Portanto, na saída do produto novo, em substituição ao que foi recebido com defeito, deve ser emitida Nota Fiscal, com destaque do ICMS, utilizando o CFOP 5.101/6.101 (“venda de produção do estabelecimento”). Vale ainda ressaltar, que o contribuinte deve observar também a aplicação ou não da substituição tributária à operação.

A questão foi esclarecida pela Consultoria Tributária da SEFAZ-SP, visto que o contribuinte fabricante pensava em usar o CFOP 5.949/6.949 na emissão da Nota Fiscal de Remessa da nova mercadoria.

Atenção, se o contribuinte fabrica os novos produtos enviados aos clientes, em substituição àqueles impossibilitados de conserto, esta remessa de mercadoria nova em substituição a que foi devolvida, em virtude de garantia, é uma nova operação mercantil diversa da operação originária de venda da mercadoria (com defeito) pela Consulente ao seu cliente, regularmente tributada pelo ICMS (artigo 2º, I, do RICMS/2000).

Confira aqui a Resposta à Consulta Tributária 19804/2019.

Ementa da Resposta à Consulta Tributária 19804/2019

ICMS – Fabricante que realiza conserto dos produtos vendidos com defeito – Remessa de mercadoria nova em substituição à recebida para conserto – Incidência – CFOP.
I. A remessa de mercadoria nova em substituição a que foi recebida para conserto, em virtude de garantia, é uma nova operação mercantil, diversa da operação originária de venda da mercadoria (com defeito) ao cliente.

II. Na saída do produto novo, em substituição ao que foi recebido com defeito, deve ser emitida Nota Fiscal, com destaque do ICMS, utilizando o CFOP 5.101/6.101 (“venda de produção do estabelecimento”).

 

Leia mais:

ICMS: Programa “Nos Conformes” classifica Contribuintes em SP

Fisco paulista impõe ao Devedor contumaz Diferimento do ICMScomo criar um blog

 

_________________________ INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA SIGA O FISCO________________________
Quer se manter atualizado? Tem interesse em receber notícias deste Portal? Ao acessar qualquer matéria informe seu e-mail (clique na figura do envelope – basta informar uma única vez).
Siga o Fisco®, estabelecida no município de São Paulo, é uma empresa que oferece serviços de consultoria, Cursos, Treinamento (da sua equipe, do seu cliente e fornecedor), e Palestras (tributos indiretos: ICMS, ISS, IPI, PIS/Cofins e Simples Nacional). Temos ainda o Serviço do Especialista Fiscal que vai até a sua empresa (um programa adaptável às necessidades do cliente). Interessados em nossos serviços poderão entrar em contato. Você sabia que a empresa Siga o Fisco® pode te ajudar ainda que a distância? Parceiros com Ferramentas que auxiliam na rotina contábil e fiscal: Quer divulgar seu produto neste Portal? Entre em contato!
O Portal Siga o Fisco foi criado para compartilhar informações de interesse dos contribuintes e profissionais que atuam na área contábil, fiscal e tributária. Entendemos que todas as atividades são importantes, inclusive as de fiscalizações realizadas pelos órgãos federais, estaduais e municipais, que muitas vezes ajudam a combater a concorrência desleal.criar loja virtual gratis

meu ip